Faça o que é certo! Pense e então execute


Faça o que é certo! Pense e então execute

Para começar esse artigo, precisamos entender a diferença entre eficiência e eficácia. Peter Drucker, o pai da Administração moderna e autor das publicações “The Practice of Management”, de 1954, e “The Effective Executive”, de 1966, define os termos da seguinte forma:

A eficiência consiste em fazer certo as coisas: geralmente está ligada ao nível operacional, como realizar as operações com menos recursos – menos tempo, menor orçamento, menos pessoas, menos matéria-prima. Já a eficácia consiste em fazer as coisas certas: geralmente está relacionada ao nível gerencial.

Ainda assim é difícil entender onde esses conceitos se diferem, correto? Afinal, as palavras praticamente se repetem, apenas a ordem muda.

A melhor maneira de visualizar essa diferença, é com o seguinte exemplo:

Há um vazamento de água no escritório da diretoria. O primeiro funcionário, imediatamente, corre atrás de um pano, de um balde e de um rodo para retirar toda a água do ambiente. Ele foi eficiente, pois fez de maneira certa o que deveria ser feito. Pouco tempo depois, o vazamento volta a alagar a sala, e o funcionário corre mais uma vez atrás de um pano, de um balde e de um rodo para retirar toda a água.

Por outro lado, um segundo funcionário procurou observar toda a sala para tentar encontrar a origem do surgimento de tanta água. Concluiu que o vazamento vinha do banheiro instalado dentro da sala. Uma vez lá dentro, percebeu que a torneira estava aberta e simplesmente a desligou, eliminando assim, todo o problema. Este funcionário foi eficaz, pois fez o que era certo para solucionar o caso. Ele pensou antes de executar.

Em tempos de mudanças rápidas, em que conceitos tradicionais são quebrados quase todos os dias, a eficiência é importante, mas a eficácia é fundamental. Simplesmente o fazer bem feito não é mais o suficiente.

As mais disruptivas empresas não estão atrás de pessoas capazes de apenas realizar, de forma eficiente, as tarefas que lhes são demandadas. Elas buscam equipes que desafiem o status quo diariamente. Mentes capazes de solucionar problemas de forma eficaz. Afinal, as startups nascem com esse propósito de mudança.

Se eficiência é o ato de executar tarefas da maneira correta e eficácia é o ato de fazer as coisas certas, o que você deve fazer? 

Faça o que é certo! Pense e então execute.




Por
15/10/2017

CEO & Co-Fundador da Gramado Summit, o maior encontro de empreendedores digitais do Sul do país.
Em 2015, recebeu o reconhecimento como um dos 25 Inovadores & Empreendedores do ano, em apontamento da Panrotas, empresa paulista líder na produção de informações para o profissional de turismo.


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!